Total de visualizações de página

domingo, 24 de março de 2013

Criança Guarani Kaiowá exterminada por fazendeiros no MS




FAZENDEIROS ATROPELAM E MATAM MENINO DE 4 ANOS!

Por racismoambiental, 23/03/2013 18:13
Nota: A denúncia abaixo foi noticiada pelo jornal eletrônico Midiamax, do MS. Na versão, a avó, embriagada, levava três crianças, e o menino atropelado estaria andando no meio da pista, o que levou o veículo a atingi-lo em cheio. A mãe e o avô, chamados ao local do acidente, também estariam embriagados. Ou seja: não é só matar, mas, também denegrir! É uma situação duplamente revoltante e inadmissível! Aonde vamos parar? TP.
Informativo da Aty Guasu contra genocídio
É com profundo pesar, vimos informar a todos (as) que menino Guarani-Kaiowá de 4 anos do acampamento da margem da rodovia Ponta Porã e Dourados foi atropelado e dilacerado pelo carro das fazendas.
À noite do 22/03/2013, um carro seguiu e tentou atropelar um grupo de família Guarani-Kaiowá do acampamento de Tekoha Apyka’i; os adultos correram mas a criança não conseguiu se esquivar do carro. Assim o carro pisou e dilacerou o menino, o condutor do veiculo fez isso e foi embora em alta velocidade do local.
Com esse menino já são cincos Guarani-Kaiowá atropelados e dilacerados pelo carro das fazendas nessa mesma rodovia br. Em um ano, três Guarani-Kaiowá do acampamento indígena de Apyka’i foram atropelados de formas iguais pelo condutor; visivelmente o atropelamento ocorreu de modo intencional, isto é, não é acidente não.
Pedimos a todas autoridades federais para investigar e punir os mandantes e os autores desse crime bárbaro e desumano.
Liderança desse acampamento Guarani-Kaiowá Apyka’i já tem comunicado a todas autoridades federais que eles estão ameaçados de morte pelos jagunços dos fazendeiros que rodam todas as noites o seu acampamento, tentando queimar as barracas deles, envenenando a água da comunidade indígena.
Primeiro, um líder religioso idoso foi atropelado e dilacerado pelo fazendeiro. Ontem a noite foi o neto. Esses fazendeiros são extremamente cruéis. Assim, são os 5 Guarani-Kaiowá das mesmas famílias foram atropelados e dilacerados pelos fazendeiros.
Pedimos a justiça; há anúncio dos fazendeiros das regiões do sul de MS que praticarão, de forma planejada, as diversas violências bárbaras contras os Guarani-Kaiowá reivindicantes das terras tradicionais. Repudiamos essas ações cruéis e desumanas dos fazendeiros do sul de MS.
Atenciosamente,
Tekohá Guasu, 23 de março de 2013
Conselho da Aty Guasu contra Genocídio



2 comentários:

deusimar moraes Moraes disse...

o nosso pais esta sendo cada vez mais violento com os povos indígenas, principalmente os fazendeiro desgraçado que merece ser enterrado vivo juntamente com sua familias mas, esses tipos de pessoas que governo gosta bastante para estragar a vida e a estrutura social do povo brasileiro

Deusimar Morais- Baré : tudo posso na quele que me fortalece

deusimar moraes Moraes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário